A Portuguesa Santista faz o seu primeiro jogo no retorno do Campeonato Paulista da Série A2 2020, depois da paralisação por conta da pandemia de coronavírus, nesta quarta-feira, contra o Juventus, às 15 horas, na Rua Javari, em São Paulo. Porém, o clube não pára de trabalhar e anunciou nesta terça-feira, dia 18, a chegada de mais cinco reforços.
O primeiro deles é o lateral-direito, que também atua como volante, Lucas Minele, de 21 anos. O jogador, na base, passou por Corinthians, Palmeiras e Santos, sendo que neste último disputou o Brasileirão de Aspirantes no ano passado.
Outro que chegou foi o volante João Pedro, também de 21 anos. Na base, ele começou no Água Santa, de Diadema, e também passou pelo Santo André, onde se profissionalizou e atuou no time principal do clube do ABC em 2019.
Quem também foi apresentado foi o centroavante Otacildo, de 22 anos. Apesar da pouca idade, adquiriu experiência no futebol goiano, tendo sido lançado pelo Goiás, atuou emprestado no Itumbiara e ainda defendeu Iporá e Goiatuba.
Além dos três jovens atletas, a Briosa contratou mais dois jogadores experientes. O primeiro deles é o atacante Felipe Alves, de 29 anos. Com passagens por Avaí, Santo André, Luverdense, Cuiabá, Juventus, entre outros, atuou também no Japão e Catar. Neste ano, ele defendeu o Uberlândia no Campeonato Mineiro.
Fechando a lista, o centroavante Nena, de 38 anos. O atleta já defendeu América de Natal, Botafogo-SP, Londrina, ASA de Arapiraca, Red Bull Brasil, Icasa, Caldense, Guarani, Brasil de Pelotas, Ituano, Esportivo de Bento Gonçalves, entre outros. Nesta temporada, disputou o Campeonato Amazonense pelo Penarol.
Todos os atletas saíram no Boletim Informativo Diário da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na última segunda-feira, dia 17, se juntaram ao elenco e estão à disposição do treinador Elder Campos para o jogo desta quarta-feira.
Estreia do treinador – Neste jogo, o treinador Elder Campos estará estreano no profissional. “Tenho a formação da CBF, uma série de cursos e estágios e os cinco anos à frente das equipes sub-11, 15, 17 e 20 do clube. Mas o trabalho com o profissional é completamente diferente, a responsabilidade aumenta bastante. Confesso que dá um pouco de frio na barriga, mas acredito no que foi feito durante nossa preparação, ao lado de toda a comissão técnica e com o apoio do elenco e da diretoria”, declarou o ex-atleta do Santos, Vasco, Juventude e outros clubes do Brasil e do exterior.
A última partida da Portuguesa foi disputada no dia 15 de março, quando foi superada em casa pelo São Caetano pelo placar de 3 a 1, ainda tendo no comando o técnico Sérgio Guedes. Na sequência, a Série A-2 foi interrompida em razão da pandemia do novo coronavírus.
“São mais de cinco meses desde o último jogo. Nesse período, muita coisa mudou, os clubes reformularam seus elencos, muitos também a comissão técnica, o que é o caso da Briosa. Mas uma coisa aqui na Portuguesa não mudou: o foco do grupo. Vejo os jogadores concentrados e com muita vontade de garantir a classificação para a segunda fase e, na sequência, lutar pela promoção para a Série A-1. É com esse pensamento que entraremos em campo amanhã (quarta-feira) na Rua Javari”, afirma Elder Campos.
Além do Juventus, a Portuguesa Santista ainda enfrenta, na primeira fase do Paulista A2, o Monte Azul, no dia 26, às 15 horas, em Ribeirão Preto, e o Votuporanguense, no dia 30, às 11 horas, no Estádio Ulrico Mursa, em Santos. A Briosa é a terceira colocada na competição, com 20 pontos.